Absurdo da ignorância

Dois vizinhos de Cruz das Almas, a 146km de Salvador que nunca se deram bem estão brigando devido ao galo de estimação de um deles começar a cantar às 4 da manhã, a vizinha reclamante foi ao Ministério Público pedir providências e por mais incrível que pareça, o galo foi proibido de cantar, decisão do promotor Valdemar Araújo.

Enquanto o dono do galo tenta mobilizar a população a seu favor, o promotor fez o infeliz comentário: “Um colega magistrado sugeriu fazer uma canja com o bicho. Eu sou a favor”. Claro que este ser infeliz não sabe o que é ter um animal de estimação.

Comentários

Você pode gostar...