0
Shares
Pinterest Google+

Quando moramos numa casa espaçosa, ter um cão parece ser mais fácil… Ele pode correr pela casa, correr pelo quintal ou pelo jardim… Mas para quem mora em , nem sempre as condições de espaço são tão favoráveis para o cão.

Por isso, para criar um cão em um apartamento, é importante levar em consideração alguns fatores como passeios mais frequentes e enriquecimento ambiental, para proporcionar mais de vida e bem-estar de ao animal. Cães precisam se exercitar para gastar energia. E além do mais precisam de companhia. Pois a espécie vive em matilha e cachorros são sociáveis, ou seja, não gostam de ficar sozinhos por muito tempo.

Quando o cão começa a se sentir confinado, sem possibilidades de gastar sua energia, e principalmente quando passa muito tempo sozinho, alguns problemas começam a surgir como excesso de latidos, uivos, destruição de , , , e repetitivos, como andar de um lado para outro, correr atrás do rabo ou ainda correr em círculos.

Uma maneira de solucionar ou evitar tais problemas comportamentais é fazer um enriquecimento ambiental para o cão. Isso significa oferecer estímulos que promovem a expansão do comportamento adequado a cada animal. Quando promovemos um ambiente estimulante, favorecemos o bem-estar psíquico e fisiológico do cachorro, além de tirá-lo da monotonia, deixando-o muito mais feliz e saudável.

Existem algumas maneiras fáceis de entreter o cachorro na ausência do dono, ou quando este não tiver disponibilidade para lhe dar atenção, mas antes devemos lembrar que o cão deve ficar em local arejado, com luz, espaço para se exercitar, comer e fazer suas necessidades. Estas devem ficar longe do pote de água e comida.

Busca por Alimento – esconder petiscos e deixar que o cão vá procurá-los. Com o tempo ele fará uma verdadeira “caça ao petisco” pelo apartamento, na esperança de encontrar algo muito apetitoso. Procure com o passar do tempo modificar os “esconderijos” e tornar a busca mais difícil gradualmente;
Gelo – congelar alguns pedaços de petiscos dentro de tigelas ou embalagens com água, também pode proporcionar diversão, principalmente nos dias de calor e para os cães que estão trocando os dentes;
Garrafa Pet com petiscos – faça furos laterais numa garrafa pet vazia, coloque alguns pedaços de ração ou petiscos. Conforme o cachorro vai rodando e empurrando a garrafa, os pedaços que estão dentro cairão pouco a pouco. Inicialmente faça buracos maiores facilitando a saída da comida e depois diminua os furos para dificultar. O mesmo pode ser feito com caixas de ovos ou caixas de papelão. Existem também no mercado vários brinquedos de formas, tamanhos e texturas diferentes que liberam alimentos;
Roer e Destruir – talvez estas atividades sejam as que mais entretém os cachorros. Muitos gostam do desafio de arrancar pedaços de um bichinho de pelúcia, afinal a sensação é a mesma de quando caçam e comem a sua presa. Despedaçar uma bola, destruir um coco verde também é um excelente passatempo para eles. Não se incomode se ele destruir todos os brinquedos que tiver. Este é um sinal de que adorou o brinquedo e de que esta bastante feliz com ele. Mesmo que a destruição dos brinquedos seja algo positivo para o cão, tome muito cuidado para que ele não engula objetos que possam causar obstrução gástrica ou possam machucá-lo. Os ossinhos também são uma ótima pedida!
Brinquedos em geral – existem milhares de tipos diferentes de brinquedos a venda no mercado. Mas os melhores brinquedos são os indestrutíveis e interativos, confeccionados de borracha, que duram mais e não se despedaçam;
Sociabilização – um dos enriquecimentos mais completos para os cachorros, é estar em companhia de outros cães. Eles brincam entre si, testam forças e se estimulam. Relacionar-se com outras espécies, como gatos, e também com os humanos é muito importante;
Esconde-esconde – quando estiver em casa, e quiser participar das brincadeiras com seu cão, brincar de esconde-esconde também é uma ótima atividade para ele;
Esportes – permitir que o cão pratique esportes, como agility, freestyle, frisbee, natação, entre outros, também é uma boa opção de atividade em um ambiente externo.

Esses são alguns dos muitos exemplos de enriquecimento ambiental que podemos proporcionar aos cães. Todo tipo de brincadeira é muito importante para a saúde física e mental, não só dos animais, mas das pessoas também. Brincar ajuda a enfrentar o mundo, ajuda a estabelecer vínculos e aceitar regras sociais e morais, e uma ótima maneira de relaxar.

Assim, aos donos de cães que vivem em apartamentos, o mais valioso é assumir o compromisso de proporcionar a eles um ambiente que atenda suas necessidades e que estimule o seu bem-estar físico e mental.

Fonte: Blog do Dr. Pet
Texto: Isabel Habrich (Adestradora da Cão Cidadão)
Revisão e Edição Final: Alex Candido
Cães em apartamentos: dicas para fazer enriquecimento ambiental foi modificado pela última vez: setembro 3rd, 2013 por Alexandre Domingues
Anterior

Dicas e cuidados para resgatar cães e gatos de rua

Próxima

Tratamentos alternativos para animais

  • Carolterra

    Ola, gostaria que me ajudassem com um probleminha. Tinha uma cadela Blue heeler em minha casa, eu era apaixonada por ela, mas há pouco tempo disgnósticamos que ela estava com Leishmaniose, em um estado mais avançado, então foi feito a pior coisa da minha vida… levei a um veterinário amigo e sacrificou minha menina. Quase morri junto. Mas agora, me casei e mudei para um apartamento e queria muuuito outra blue heeler. O que vcs acham??

    • Carol, achei seu post por acaso.
      Meu Blue Heeler morreu há 15 dias atropelado. Quase morri junto também. Caminhávamos 2 vezes por dia com ele e temos um quintal grande. Mesmo assim, ainda era pouco para ele. Sempre queria mais. 

      Não recomendo que você mantenha essa raça em apartamento. Ele vai enlouquecer – e te enlouquecer também. 

      nat

  • Brazucatec

    Adorei esse artigo. 😀