0
Shares
Pinterest Google+

A dona do cachorro Pinpoo, que desapareceu no Salgado Filho, em , desistiu na sexta-feira passada de participar das buscas pelo animal e disse que não acredita mais que ele esteja vivo.

O cachorro, que tem 11 meses e foi batizado assim por ser um cruzamento de pinscher e poodle, sumiu no dia 2, quando estava prestes a embarcar em um voo para Vitória. Sua dona, a aposentada Nair Flores, 64, viajou em outro voo, em uma companhia que não aceitava animais com o peso dele. Ela decidiu enviar o animal pela (empresa de transportes de cargas da Gol), mas ele não chegou ao destino.

Nair foi informada do sumiço de Pinpoo por telefone, durante uma escala em Belo Horizonte. Ela antecipou a volta para Porto Alegre para procurar o cão.

De acordo com a assessoria de imprensa da Gol, o contêiner onde o cachorro viajaria foi inspecionado pela Gollog e pela e estava em condições adequadas. Porém, durante o transporte para o , o animal forçou as grades e fugiu, segundo a companhia área.

Nair participou nesta manhã de buscas pelo animal na área externa do aeroporto, com uma bióloga e uma veterinária da Infraero. Foi a terceira vez que ela esteve no local à procura de Pinpoo. Em uma das buscas, ela disse que quebrou o pé ao entrar no mato.

A Gol informou que está fazendo “buscas ininterruptas”, que distribuiu fotografias do animal pela vizinhança do aeroporto e acionou empresas instaladas na região.

Fonte: Jornal Floripa
Anterior

Sabia que cachorro também tem banho de ofurô?

Próxima

Cães também podem ser terapeutas