0
Shares
Pinterest Google+

A maioria das crianças sonha em ganhar um de aniversário. A Elvia Cartocci Anauate, de 51 anos, dona da distribuidora de sorvetes Alpi, com sede em Santos, só realizou esse desejo em 2004, quando o Kiko entrou para a . “Foi paixão à primeira vista”, recorda-se. A partir daí, sua casa, seu trabalho e sua rotina foram invadidos pelo mundo canino. O convívio com Kiko foi tão prazeroso que ela decidiu “aumentar a ” — hoje tem nove totós, tratados como filhos.

Difícil foi arranjar tempo na agenda de executiva bem-sucedida para curtir a bicharada. Formada em farmácia, Elvia comanda há dez anos a empresa criada pelo pai, em 1975. Os sorvetes que a Alpi distribui abastecem sorveterias, padarias e supermercados de Bertioga, no litoral paulista, e várias cidades no Vale do Ribeira, no interior do estado. A rotina de chegar cedo ao escritório e voltar para casa tarde da noite teve de ser alterada. “Precisei reorganizar minha forma de trabalho. Antes de ir para a Alpi, passeio com o Kiko e a Cristal, que moram comigo no Guarujá, e depois do almoço dou uma saidinha com a Kitara e a Donna, que vivem no escritório em Santos”, diz ela. “Cuidar deles demanda tempo e energia. Mas hoje, felizmente, eu posso fazer tudo isso.”

O convívio com os cães traz tranquilidade à empresária e lhe permite aliviar o do dia a dia. “Não consigo mais viver sem eles. Meus cães me enchem de carinho e são um exemplo de lealdade”, conta Elvia, feliz com o novo hobby e também com os rumos da Alpi. A empresa faturou R$ 18 milhões em 2010 e deve crescer 15% neste ano.

Autor: Camila Hungria
Fonte: Pequenas Empresas Grandes Negócios
Anterior

Animais de estimação exóticos exigem cuidados especiais

Próxima

Grupos em defesa de animais denunciam canil por tratamento inadequado