0
Shares
Pinterest Google+

Você sabe o que é negra? Muito se ouve falar sobre a canina, uma de , que pode passar para os humanos e faz com que a se coce sem parar.

Mas este não é o único tipo da . Ela se apresenta também com o nome de sarna negra, cientificamente chamada demodécica. Nessa versão, em vez da coceira, o bicho apresenta com secreções e odor forte.

Assim como a comum, a sarna negra é um parasita que aparace pela infestação de um . A doença pode afetar cachorros e, raramente, coelhos.

Consultar um veterinário é essencial para diagnosticar a sarna negra

Segundo o veterinário Wilson Grassi, a presença deste ácaro na pele dos animais é normal e inofensiva. Porém, pode se manifestar em animais que não nasceram com uma deficiência imunológica específica.

Essa sarna não é contagiosa, mas propicia infecções bacterianas secundárias. Portanto, é indispensável ter regras básicas de higiene, tanto para os animais como para os humanos, como explica o especialista.

– É bom evitar que os animais afetados entrem em contato com outros nos momentos de crise, e as pessoas responsáveis pelo bicho devem sempre lavar as mãos.

Cuidados com o animal infectado

Não existem medicamentos que curem a sarna, mas existem os que a controlam muito bem. Se cuidado, o bicho terá vida quase normal.

Ainda de acordo com Grassi, a doença não tem como ser evitada. Como se trata de um problema genético, o único jeito de impedir que ela se espalhe é evitar a procriação do animal.

Comentários

Previous post

Hipotireoidismo também afeta os animais de estimação

Next post

Seu gato parece doente? Talvez ele apenas esteja chateado