0
Shares
Pinterest Google+

Um militar acusado de balear um cachorro em outubro de 2008 em recebeu uma pena alternativa em um na quarta-feira no Fórum Desembargador Carlos Souto, na capital baiana.

Wellington Sena Mariano foi condenado a dar um saco de por dois anos a uma entidade de aos animais. O gasto total da medida será aproximadamente R$ 1.280.

O agente também vai trabalhar sete horas por semana em uma entidade de assistência social, durante seis meses.

O caso
Na época, o cão alvejado acompanhava um morador de rua que dormia na escadaria da Câmara Municipal.

O PM alegou que foi atacado pelo animal, mas, de acordo com a advogada Ana Rita Tavares, que presenciou a cena, o militar foi com o homem e provocou a reação do cão. Mesmo , o cachorro sobreviveu.

Anterior

UE restringe as experiências com animais e proíbe uso de grandes primatas

Próxima

Pets: mercado movimenta 8 bilhões de reais

  • juliana de souza

    Esse filho da mãe desgraçado tem que ser detido,porqure ser tão ruim assim?