0
Shares
Pinterest Google+

A 1ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo manteve decisão do Judiciário de que condena a a pagar por danos morais a uma mulher que teve seu cachorro por engano pelo Centro de Zoonoses. O valor foi fixado em 15 salários mínimos.

O cão foi apreendido e a dona se dirigiu ao Centro, identificou o bicho de estimação e pagou a taxa administrativa para sua retirada. No entanto, a falta de cuidados do departamento teria provocado a mistura dos animais e o cão foi sacrificado equivocadamente.

“É incontroverso que a , medida última a ser utilizada tão somente quando não houver outra alternativa, deve ser feita com os necessários cuidados e respeito à vida”, ressaltou em seu voto o relator do recurso, desembargador Castilho Barbosa. Também participaram do julgamento, que teve votação unânime, os desembargadores Renato Nalini e Franklin Nogueira.

Fonte: Bonde
Prefeitura é condenada por eutanásia indevida de animal foi modificado pela última vez: janeiro 6th, 2014 por Alexandre Domingues
Anterior

Na companhia de animais, a cura para humanos

Próxima

Férias! E agora, aonde deixar seu pet?