0
Shares
Pinterest Google+

petrede-cachorro-e-meninasmenina

Antes de ceder aos apelos dos filhos, veja o que é preciso levar em conta ao comprar ou adotar um bichinho de estimação. Confira a dica da :

“O contato entre e bicho pode ser estabelecido desde os primeiros anos. Entre outras coisas, ajuda a ampliar o senso de responsabilidade dos pequenos, que, aos poucos, colaboram na rotina de cuidados com o mascote”, afirma a especialista em animal Luciene Martins, de São Paulo.

Segundo ela, “para que a experiência dê certo, um profissional deve orientar o processo e a escolha da raça”. Os cães de porte grande, caso do labrador e golden, requerem espaço. São interessantes para crianças com mais ativo.

Já as raças menores e com pelos longos, como shih-tzu, satisfazem os pequenos que gostam de cuidar e carregar no colo.

Mas lembre-se: bichos não são brinquedo e geram gastos. Crianças, claro, não têm consciência disso. Então, sempre que seu filho pedir um bichinho, não o iluda dizendo que “vai pensar no assunto”. Explique suas razões com argumentos claros e dê a ele oportunidade de contato com a natureza: leve-o ao zoológico, a parques ou simplesmente até o vizinho que tem um cão.

Fonte: Diário de Marília
Anterior

Será que os animais estão sendo humanizados?

Próxima

Tumor de mama é doença comum em fêmeas não castradas