0
Shares
Pinterest Google+

A de deve protocolar, nesta terça-feira (2), um aos vereadores para o uso de veículos com tração animal na cidade. Segundo a prefeitura, a iniciativa parte de um antigo pedido de entidades que prezam pela defesa dos direitos dos animais.

A ideia prevê que seja proibido o uso de cavalos, jumentos, mulas, cabras ou bovinos para qualquer tipo de atividade em que seja necessário o uso da força do animal. Isso inclui tanto o transporte em e charretes, quanto a montaria. Também passaria a ser proibida a permanência dos animais em vias públicas, sejam amarrados com cordas ou soltos.

Ainda conforme o Executivo, Curitiba tem atualmente cerca de 100 animais que foram mapeados trabalhando em atividades que exigem o uso da força deles. O governo municipal pretende analisar todos os casos individualmente e dar às famílias donas desses animais alternativas de qualificação profissional, com a inclusão deles em cooperativas e em projetos sociais.

De acordo com a prefeitura, as exceções à regra ficam apenas para fins específicos, como atividades em haras, turfe, hipismo, equoterapia e cavalgadas. A mesma exceção valerá para as forças públicas, como a Polícia Militar, que usa a cavalaria quando necessário.

Anterior

Animais melhoram o ambiente de trabalho nas empresas

Próxima

Homem cria “cadeira de rodas” para peixe de estimação