0
Shares
Pinterest Google+

A incrível dos gatos de cair de grandes alturas e não sofrer nenhum dano é puramente uma questão de física, biologia evolucionária e psicologia.

“Nós sabemos que esses animais têm esse , e existem muitas histórias incríveis de ”, afirma a bióloga Jake Socha.

O problema é que os não pretendem ficar jogando gatos de alturas para estudar esse tipo de habilidade. Poucas pesquisas foram feitas até o momento.

Um estudo de 1987, realizado com 132 gatos que foram trazidos para uma clínica veterinária após quedas muito grandes, constatou que 90% sobreviveu e apenas 37% precisou de tratamento de . Um deles caiu de uma altura de 32 andares e apenas quebrou um dente e danificou um pulmão, sendo liberado 48 horas depois.

Os cientistas justificam que os gatos têm uma grande área superficial se comparada com o peso, o que reduz a força do impacto no chão.

Os gatos atingem a velocidade terminal (quando a força gravitacional que o puxa para baixo é igual e oposta à resistência do ar, que o empurra para cima) a uma velocidade menor do que animais grandes, como humanos.

Pra exemplificar, um gato de tamanho comum atinge velocidade terminal a cerca de 97 quilômetros por hora, enquanto um humano atinge a 193.

Por serem animais “arbóreos”, os gatos, assim como macacos, répteis e outras criaturas do tipo, são desenhados pela evolução para serem incrivelmente resistentes a quedas.

“Ser capaz de sobreviver a quedas é algo crítico em animais que vivem em árvores, e os gatos são um deles”, afirma Socha.

Através da seleção natural, os gatos desenvolveram um instinto para girar o corpo, como um ginasta, alongar o rabo, e cair com as patas prontas para a queda.

Esses animais também podem abrir as pernas de maneira a criar um efeito “para-quedas”. Os músculos das pernas sevem como molas para absorver choques, e os membros também estão angulados em baixo do corpo, ao invés de se estenderem, como nos humanos.

“Se o gato tivesse que aterrizar com as pernas diretamente abaixo da coluna, os ossos iriam todos se quebrar. Mas eles colocam essa energia nas juntas, o que força menos os ossos”, explica Socha.

Tem um gato e planeja fazer um teste? Gatos urbanos tendem a estar acima do peso e com uma condição física imperfeita. Isso limita a capacidade de se endireitar enquanto caem, então melhor deixar as janelas fechadas.

Autor: Bernardo Staut
Fonte: HypeScience
Anterior

Você conhece a história do Porquinho da Índia?

Próxima

Cuidado ao medicar seu animal

  • suely bischoff machado de oliv

    Olá.Bom dia.É exatamente assim, felinos são por demais elegantes ,desenvoltos e tem muita agilidade.Os meus gatos, por exemplo , adoram subir nas árvores.É incrível como sobem e descem com maestria.Eles se contorcem,às vezes pedem um SOS,mas por fim descem com eficácia. O meu mais recente adotado,o Arthur, um siamês que, ou se perdeu, ou foi mesmo abandonado numa árvore em uma rua do meu bairro,é um escalador perfeito de árvores.Depois mia lá de cima, mas eu lhe digo:Assim como voce subiu, voce desça daí……………..Quando eu o resgatei, ele estava no topo de uma árvore miando,peguei uma escada,subi e o fiz descer um pouco mais até eu o apanhar.Foi um sufoco, pode?