0
Shares
Pinterest Google+

, também conhecida como é uma muito comum em gatos persas e/ou de pelos longos como o e exóticos de pelo curto. Ela é uma condição hereditária autossômica dominante, de progressão lenta e irreversível que vai resultar em um quadro de , com sinais clínicos semelhantes aos dos gatos com doença renal crônica de outra origem.

Essa doença pode aparecer em machos e fêmeas e já pode ser diagnosticada em gatinhos com menos de 6 meses de idade pelo exame de ultrassom.

filhote-gato-persa-petrede

Os sintomas podem aparecer em torno de 7 anos de idade e estima-se que, 40% de todos os gatos persas e relacionados, são afetados. Nem todos os gatos com PKD desenvolvem o quadro de insuficiência renal.

Se você tem um gato Persa, ou parecido com essa linhagem, pode fazer um diagnóstico precoce com exame de ultrassom e deve observar se ele apresenta alguns desses sintomas:
– Desânimo;
– Falta de atividade física, ficando muito cansado;
– Diminuição do apetite;
– Aumento da sede e fazendo muito urina;
– Perda de peso;
– Náusea ou vômitos ocasionais.

Diagnóstico
Hoje temos um teste genético, que pode ser feito já a partir de 2 meses de idade, para os gatos suspeitos como forma de diagnóstico. Para outros, o diagnóstico pode ser feito pelo exame de ultrassom, e para os que já tem sintomas, além desses exames, outros podem ser solicitados, como: função renal, eletrólitos, hemograma, exame de urina etc.

Tratamento
Não há nenhum tratamento específico para a PKD. O tratamento é o mesma que para a insuficiência renal crônica de qualquer causa, com dieta especifica, Fluidoterapia e medicações na tentativa de controlar os sintomas.

Prevenção
Infelizmente não há nenhuma maneira de retardar a progressão ou prevenir o aparecimento de insuficiência renal crônica, uma vez que tenha sido diagnosticada PKD. Quando se sabe que na família existe casos de PKD, deve se evitar a reprodução desses animais para evitar que e essa característica genética seja passada para a frente. Assim, os animais afetados com PKD devem ser castrados e retirados da reprodução.

Anterior

Novo tratamento contra câncer em cães e gatos chega a Curitiba

Próxima

Beijar seu cachorro talvez seja bom para a sua saúde, dizem pesquisadores