0
Shares
Pinterest Google+

Difícil resistir a doçura de um filhote de gato. Para desfrutar dessa fiel companhia por muitos anos, é essencial proporcionar o melhor começo de vida possível para eles.

E essa passa por uma adequada às necessidades específicas de cada filhote, além de muito e .

A importância de uma certa, já nos primeiros anos de vida do gatinho, garantirá uma vida longa e saudável. Muitos tutores não levam em consideração as características do filhote como idade, raça, ambiente em que será criado, nível de atividade física que terá, hereditariedade, entre outras. Com isso, uma alimentação inadequada pode aumentar a predisposição dos filhotes a problemas como , inadequado de ossos e e resposta imunológica deficiente.

Médica-Veterinária responsável pela área de assuntos veterinários da Hills Pet Nutrition, Sandra Nogueira, explica que os gatos necessitam de níveis precisos dos nutrientes essenciais para se manter no auge da saúde ao longo de toda a vida. “O filhote de gato precisa de um alimento que forneça taurina e outros nutrientes necessários ao desenvolvimento e crescimentos adequados. Alimentá-lo com um produto adequadamente formulado para ele, como Hill’s™ Science Diet™ para Filhotes, proporcionará energia desde o primeiro dia e crescimento adequado”, destaca a médica-veterinária.

Outro elemento importante para a saúde dos filhotes é o DHA, um graxo, da família do ômega 3, fundamental para o desenvolvimento do cérebro, da visão e do sistema nervoso deles, nos primeiros meses de vida. A fonte principal do DHA é o materno, mas os cuidados com o crescimento saudável dos filhotes devem continuar mesmo após o desmame. A substância tem alta propriedade anti-inflamatória, além de ser responsável por proporcionar um aprendizado mais rápido e evitar problemas na dos aninais.

Para garantir a nutrição saudável dos filhotes, Sandra explica que é preciso considerar alguns fatores quando for escolher a alimentação dos filhotes após o período da . “Além da orientação de um médico-veterinário, é importante optar por dietas que supram todas as necessidades nutricionais dos filhotes, no existem diversos tipos de alimentos, tanto na versão alimentos secos quanto úmidos”, destaca a veterinária.

A escolha por um alimento de qualidade proporciona vários aos animais de estimação. “A Hills Pet Nutrition tem uma linha especial de alimentos secos e úmidos, voltado ao balanceamento nutricional preciso dos filhotes, com superiores e nível elevado de DHA, com o compromisso de garantir uma alimentação completa e rica em nutrientes desde o início da vida dos filhotes”, acrescenta Sandra.

A Hill´s Pet Nutrtion mantém uma linha de alimento Super Premium dedicada aos cuidados terapêuticos de cães e gatos. Mais informações em: http://www.hillspet.com.br/

Sobre a Hill’s Pets Nutrition
A Hill’s Pet Nutrition dá seguimento à tradição em cuidados com os animais iniciada em 1939 por um veterinário notável. Nossos alimentos Prescription Diet™ e Science Diet™ oferecem a mais alta qualidade em nutrição para cães e gatos que existe. Estamos fazendo diferença na vida das pessoas e de seus animais no mundo inteiro.

As linhas de alimentos da Hill’s™ surgiram em 1939. O Dr. Mark L. Morris Sr. acreditava que certas de animais de companhia poderiam ser tratadas por meio de uma nutrição cuidadosamente elaborada. Suas ideias foram visionárias na medicina veterinária, e ele logo pode comprovar sua teoria.

Um jovem cego, chamado Morris Frank, perguntou ao Dr. Morris se alguma coisa poderia ser feita para ajudar seu cão-guia, Buddy, que estava com alterações renais. O resultado do esforço do Dr. Morris foi a formulação nutricional do que viria a ser o primeiro produto terapêutico da linha Hill’s Prescription Diet™ e o primeiro alimento de animais de companhia no mundo desenvolvido para a saúde renal. Pouco tempo depois, a Hill’s Pet Nutrition foi fundada e o campo da nutrição terapêutica ganhou vida. Aquele primeiro alimento terapêutico evoluiu para Hill’s™ Prescription Diet™ k/d™, que é vendido até hoje.

Anterior

Gatos comem doce? E os cães?

Próxima

Como distrair os pets que ficam sozinhos em casa?