1
Shares
Pinterest Google+

Conheças mitos e verdades sobre esta e saiba mais sobre a relação entre a e a dos bebês

A , considerada também uma zoonose por ser transmitida do animal para o homem, é uma doença causada por e preocupa muitas pessoas, principalmente os futuros pais, porque pode trazer graves consequências à saúde do . Os riscos incluem malformação do cérebro, e músculos. E, talvez nem todos saibam, mas se a mãe tiver contato com o até oito semanas antes da concepção, já está no grupo de .

O que poucos sabem também é que o gato não é o único transmissor da doença. “Existe uma enorme preocupação sobre o contato de com gatos, justamente por conta do da do feto. Mas, com cuidados especiais, é possível a do animal com a gestante, até o nascimento do bebê”, afirma Karina Gabarra, membro da COMAC (Comissão de Animais de Companhia) do SINDAN e especialista em Produtos da UCBVET. “Não recolher as do gato sem luvas, não alimentá-lo com carne crua (também transmissora da doença), evitar passeios, a não ser ao veterinário e evitar que o animal tenha contato com o lixo são algumas das maneiras de deixar a toxoplasmose longe de casa”, completa.

Ingestão de carnes cruas ou malcozidas (principalmente de porco e carneiro) e verduras e frutas mal lavadas são também responsáveis por transmitir a toxoplasmose. Por isso, é importante lavar bem utensílios de cozinha e os alimentos. A toxoplasmose raramente infecta cães, não é transmitida de humano para humano e os sintomas podem passar despercebidos e ser confundidos com uma gripe, dor de cabeça, fadiga e dor de garganta. Os bebês que nascem com a doença geralmente não apresentam sinais no início da vida, mas podem apresentar os primeiros sintomas na puberdade.

A boa notícia é que não é necessário que o pet fique longe de sua dona neste momento tão especial. É sabido que cada vez mais famílias decidem ter um gatinho em casa e que eles podem sim ser carinhosos – apesar de algumas pessoas não concordarem – são brincalhões e também muito companheiros. Segundo dados do IBGE, a população de gatos em lares brasileiros foi estimada em 22,1 milhões, isso representa uma média aproximada de 1,9 gatos por família e a estimativa mostra que este número vem crescendo mais rápido que o crescimento da população de cães.

A relação entre crianças e pets é muito benéfica para todos os envolvidos e o quanto antes o vínculo entre eles for formado, melhor será o relacionamento familiar já que #TerPetFazBem, muito bem.

Sobre a COMAC

A COMAC (Comissão de Animais de Companhia do SINDAN – Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal), criada em 2007, visa estruturar um ambiente de intercâmbio de informações e ideias, propondo e executando ações que estimulem o desenvolvimento do mercado pet brasileiro, em especial nas áreas ligadas à saúde animal. Tem por objetivo tratar dos assuntos ligados ao mercado de animais de companhia (cães e gatos), visto como um dos mais importantes e crescentes segmentos da indústria veterinária brasileira e mundial. Através de pesquisas do segmento, a COMAC deseja informar sobre os benefícios da relação entre os animais de estimação e o homem, a importância do médico veterinário na prevenção de doenças e na manutenção da saúde dos animais, valorizando a medicina veterinária e seus profissionais.

Conheça também a marca Ter Pet Faz Bem, canal exclusivo para falar sobre cuidados com a saúde, novidades e curiosidades sobre o universo dos animais de estimação e o homem, no Facebook e Instagram.

Você já ouviu falar em toxoplasmose? foi modificado pela última vez: outubro 27th, 2016 por Alexandre Domingues
Anterior

GOL amplia serviço de transporte de pets na cabine para voos internacionais

Próxima

Dicas para ensinar seu pet a fazer as necessidades no lugar certo