0
Shares
Pinterest Google+

Um do condenou um homem a nove semanas de por ter matado seu bichinho de estimação, um , ao colocá-lo num quando estava .

O desempregado Anthony Parker, de 29 anos, também foi de possuir animais durante cinco anos, depois de ter induzido desnecessário ao .

Os promotores afirmaram que o hamster morreu em .

– Eu não queria matá-la. Ela foi o melhor hamster que já tive. O nome dela era Suzie.

O caso acontece dois dias depois de uma britânica ter causado polêmica na internet por ter sido filmada jogando um gato numa lata de lixo. Ela foi indiciada por causar sofrimento desnecessário ao animal.

Anterior

Jovem diz que pintou gata de rosa para combinar com cor de seu cabelo

Próxima

Associação: Metrô de SP prefere atropelar cães a atrasar viagens

  • suely bischoff machado de oliveira

    Olá.Simplesmente inadmissível o que este indivíduo fez com o pobrezinho do hamster.Matá-lo no microondas. Imagina só o sofrimento do bichinho.Nota MIL para o Reino Unido que fez valer uma justiça certa.Condenado a prisão e impedido de vir a ter outro bichinho por 5 anos, este sujeito é um monstro.Não adianta justificar o estado de embriaguez..De qquer forma, o bichinho teve 1 atenção especial por parte das autoridades locais.Justiça é isto.No Brasil, infelizmente é um cáos.O criminoso passa a ser vítima e nada acontece.
    Oxalá,possamos ter notícias de respeito de um cidadão p/ com os animais.