Como o coelho foi parar na Páscoa?

coelho-da-pascoa-petredecoa

Para os cristãos, a Páscoa celebra a ressurreição de Jesus Cristo, que foi crucificado na Sexta-feira da Paixão e ressuscitou três dias depois. Por isso, os símbolos da data estão sempre ligados à vida. Por ser um dos bichos mais férteis (a fêmea gera mais de 400 filhotes ao longo de sua existência), o coelho se transformou em representante popular da Páscoa.

A tradição teve início na Europa e se espalhou pelo mundo. No continente, localizado no Hemisfério Norte, a Páscoa acontece na mesma época em que a primavera começa. Durante a estação, as árvores voltam a florescer e os animais – entre eles o coelho – saem da toca após longo período de frio, representando também a renovação da vida na natureza.

No entanto, existe outra possível explicação. Na Antiguidade, o mamífero simbolizava a lua para algumas civilizações. Assim, pode ser que o bicho entrou na Páscoa porque a data é determinada pelo calendário lunar.

O ovo, por sua vez, simboliza a origem da vida há milhares de anos e em diferentes culturas. Povos do Norte da Europa, por exemplo, homenageavam Ostera, deusa da primavera. Sabe como é representada? Uma mulher que segura um ovo enquanto observa coelhos.

Seja qual for o motivo, Nathália Giannetti Guaicurú, 8 anos, de Santo André, acredita que a comemoração não seria a mesma sem o coelho. “É um símbolo importante e meu animal preferido.”

No sábado antes da Páscoa, Nathália costumar deixar cenoura para o coelho. Certa vez, não tinha o vegetal, então, improvisou com pizza e leite. O visitante papou tudinho. “Ele sempre faz muita sujeira e deixa pegadas pela casa”, afirma.

Eles existem!
Cuidar da produção e entrega de ovos e guloseimas para o mundo todo não é moleza. Tanta responsabilidade assusta Júnior, que foge da missão de substituir o pai: o Coelho da Páscoa. Ele deseja mesmo ser grande baterista. Em Hop – Rebelde Sem Páscoa, que estreia na quinta (21), o protagonista vai para Hollywood em busca do sonho.

Lá, é atropelado pelo humano Fred. Espertalhão, o coelhinho se aproveita da situação para conseguir abrigo. Apesar de espécies diferentes, passam por problemas parecidos: as famílias querem que façam algo que eles não têm vontade.

Mas como Fred pode ajudar o coelho falante? Metendo-se em muita confusão. E enquanto o pai de Júnior se preocupa em encontrá-lo, o estressado pintinho Carlos arma plano para tomar o lugar do chefe. Na trama, os pintinhos ajudam os coelhos na fábrica de doces.

No meio da bagunça, a gente ri e descobre como é legal acreditar em coisas fantásticas. Quem acha que Coelho da Páscoa não existe pode mudar de opinião ao ver Hop.

Não precisa de muito espaço
Além de ovos de chocolate, os irmãos Clara, 12 anos, Sarah, 9, e Rafael Macanham Botelho, 5, ganharam a coelha Lili num sorteio de Páscoa na escola, em 2009. “Ela é fofinha e calma. Come ração e, às vezes, verdura”, diz Sarah.

Na opinião deles, é mais fácil cuidar da coelha do que dos dois cachorros que têm em casa. “A Lili fica a maior parte do tempo numa gaiola bem grande. A gente sempre deixa comida e água para ela”, explica Clara.

Em geral, o coelho doméstico não precisa de muito espaço para viver; pode ser criado inclusive em apartamento. No entanto, a gaiola deve ter pelo menos 90 cm de comprimento e 60 cm de largura, além de ser limpa diariamente.

Apesar de não ser parente próximo dos roedores, o coelho também tem o hábito de roer para gastar os dentes da frente que não param de crescer.

2011 é o Ano do Coelho
No dia 3 de fevereiro teve início o Ano-Novo chinês. O calendário do país é diferente do adotado pelo Ocidente. Na cultura chinesa, cada ano é representado por um dos 12 animais que formam o zodíaco; por isso, 2011 é chamado de o Ano do Coelho, bicho que simboliza a bondade.

Atualmente, o Ano-Novo chinês é conhecido como Festival da Primavera. Trata-se da comemoração mais importante do país. As famílias se reúnem para festejar durante vários dias. As crianças adoram a data porque podem brincar bastante, ganhar presentes e um pouquinho de dinheiro em sinal de boa sorte.

No Brasil, o Ano-Novo chinês é tradicionalmente celebrado com grande festa no bairro da Liberdade, em São Paulo, onde vivem muitos imigrantes orientais.

O zodíaco chinês é antigo método de contagem dos dias, meses e anos. Também era usado para prever o futuro das pessoas. Ainda hoje, tem gente que o adota para fazer adivinhação.

Saiba mais
– Nem sempre existiram ovos de chocolate. Foram criados somente no século 19. Antes, as pessoas pintavam ovos cozidos para presentear família e amigos. Ainda há esse costume em alguns países da Europa, como Rússia, Ucrânia e Lituânia.

– Todos os anos, um dia após a Páscoa, os jardins da Casa Branca (sede do governo dos Estados Unidos) recebem várias crianças, que fazem brincadeiras relacionadas à data. Em 2010, Justin Bieber participou do evento.

Consultoria de padre Valeriano dos Santos Costa, diretor da Faculdade de Teologia da PUC/SP, Danilo Kluyber, veterinário do Pet Center Marginal, e Associação Cultural Chinesa do Brasil

1 opinião sobre “Como o coelho foi parar na Páscoa?”

  1. Na verdade, o coelho é o simbolo da pascoa, por que na Europa, os pagãos comemoravam a pascoa sacrificando um coelho para deusa pagã da fertilidade, e abrindo as entranhas dele, acreditavam que poderiam ver qual seria sua sorte no ano, por que na verdade, tanto pros judeus quanto cristãos, o simbolo da pascoa é o cordeiro, pros judeus por que na pascoa eles sacrificavam um cordeiro para se lembrar da libertação da escravidão do Egito, e para os cristãos, o cordeiro simboliza Jesus

Deixe uma resposta