0
Shares
Pinterest Google+

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis () decidiu a reprodução de e outros grandes felinos no país. A , publicada terça-feira (7) no da União, foi tomada pelo elevado número de casos de e desses animais, segundo o Ibama.

De acordo com a publicação, esses animais representam “ à da , ocasionado pelas situações precárias de manutenção em que muitas vezes se encontram”. A decisão considera ainda a inexistência de locais interessados e aptos a receber exemplares de grandes felinos exóticos, que são os animais trazidos do exterior para o .

Segundo a Superintendência do Ibama no Rio de Janeiro, com a decisão, fica proibida a reprodução dos grandes felinos exóticos: , , , , pantera e lince. O controle populacional, segundo o Ibama, deverá ocorrer por meio de vasectomia.

que desejarem manter grandes felinos exóticos aptos à reprodução deverão solicitar autorização ao Ibama, mediante apresentação de justificativa, em que conste a descrição de um recinto adequado para alojar os filhotes quando eles atingirem a idade adulta.

de grandes felinos
Ainda segundo a decisão do Ibama, a comercialização de grandes felinos exóticos só poderá ser feita entre zoológicos. Fica proibida a importação desses animais, exceto a importação realizada por zoológicos que apresentem programas de reprodução dessas espécies e que tenham Autorização de Manejo emitida pelo Ibama.

Fica proibida também a realização de procedimentos que caracterizem dos animais, tais como a extração de unhas e presas.

Fonte: Via
Ibama proíbe reprodução de leões e grandes felinos exóticos no país foi modificado pela última vez: fevereiro 27th, 2014 por Alexandre Domingues
Anterior

Redes de pet shop apostam em baixo investimento e alta mobilidade

Próxima

Unesp Botucatu terá hospital para animais silvestres