0
Shares
Pinterest Google+

Não sei se você já ouviu falar, mas tem cachorro que se casa, tem cachorro que tem uma casa maior que a sua, tem cachorro que usa roupas, e assim por diante. Sempre guiados por seus donos, tem cãezinhos que vivem uma vida mais do que muita gente.

E eles não poderiam ficar de fora da da inclusão , não é mesmo? Tem dono que faz “” para seus cães, e agora eles também podem ter um e alimentá-los com mensagens sem a ajuda dos seus donos. Sim. Quando você sair de casa, você pode “seguir” o seu cão.

A novidade, produzida pela Inc., visa às pessoas da que amam animais de estimação.

O “Puppy Tweets” é um sensor que você conecta na de seu cão. Ele detecta os movimentos e sons do seu animal de estimação e envia uma série de tweets a uma página do Twitter que você configura para o seu cão em um ou smart phone. Você pode convidar todos seus amigos para serem do seu cachorro também – isso se alguém quiser.

Há 500 tweets programados no , que vem com os dispositivos disponíveis em azul e rosa. A frequência das mensagens está diretamente relacionada ao nível de atividade do seu cão.

Por exemplo, se um cão é muito ativo, ele pode tuitar: “Perseguir tudo o que se move é definitivamente um emprego de tempo integral!”. Se ele está dormindo, sua inatividade pode desencadear a : “Sua manta (que em inglês também pode significar ‘consolador’, ‘confortante’) faz exatamente o que o seu nome diz que ela faz”.

Um número limitado de foi colocado à venda no início deste ano. Porém, o é novo e ainda precisa de alguns ajustes.

O dispositivo não funciona em cães pequenos ou gatos, por exemplo. Outro problema é que você pode retuitar as mensagens quando elas chegam, mas não pode respondê-las, pelo menos por enquanto. Alguns compradores também se queixaram de problemas no software, que a prometeu estar trabalhando em cima e que tinham sido em sua maioria resolvidos.

Porém, a empresa afirmou querer aperfeiçoar o dispositivo. Para se precaver contra a repetição, a Mattel está adicionando 200 novos tweets esta semana para o arquivo das mensagens.

Anterior

Ano da biodiversidade ou do tráfico de animais?

Próxima

Projeto de lei quer guarda de animais de casal divorciado