Enterro ou cremação: conheça serviços de cemitério para pets

Contando com mais de 106 milhões de lares com bichinhos de estimação, o Brasil pode ser considerado um dos países que mais amam os pets (sendo, inclusive, o 4º colocado no ranking mundial em número de animais de estimação).

Cientes dessa grande adoração pelos animais e do amor que os donos de pets desenvolvem por seus amiguinhos (considerando-os como parte da família), o País conta com cada vez mais cemitérios voltados para este mundo, oferecendo a oportunidade para que proprietários possam se despedir de seus pets de uma maneira mais confortável.

Enquanto ainda há muitos que optam por enterrar seus pets finados no próprio quintal, cada vez mais donos que perderam seus amigões buscam os serviços dos cemitérios para promover enterros, cremações e cerimônias especiais para se despedirem dos bichinhos de estimação. Presente em boa parte das maiores capitais do País, esse tipo de serviço oferece um conforto especial para quem acaba de perder um pet – destacando, ainda, opções para a realização de homenagens póstumas aos bichinhos de estimação.

Os cemitérios para pets raramente aceitam os enterros de todo tipo de animais. Em sua maioria, são apenas para animais domésticos e de pequeno porte. Oferecendo serviços que vão desde enterros e sepultamento em gavetas até cremações individuais ou coletivas, estes locais também contam com salas de velório e permitem que cerimônias de despedida especiais sejam realizadas.

Além destes, o serviço de remoção do corpo dos pets (seja na casa do proprietário ou em uma clínica veterinária) também está disponível na maior parte dos cemitérios para animais de estimação, poupando os tristes proprietários de mais este sofrimento.

Escolhida por muitos donos de animais que faleceram, a cremação dos pets também conta com serviços relacionados especiais nos cemitérios – sendo possível adquirir urnas das mais variadas para guardar as cinzas dos amiguinhos. Urnas personalizadas, banhadas a ouro e urnas ecológicas (para que plantas sejam geradas a partir das cinzas do pet) estão entre as opções. Para os dispostos a pagar um valor maior, também é possível produzir joias como anéis ou colares, nos quais a pedra preciosa é feita com amostras do pelo do bichinho.

Embora os cemitérios para animais sejam uma ótima opção para quem acaba de perder um pet, é preciso tomar cuidado com um aspecto em especial: animais que morrem em função de doenças com grande poder de contágio (como raiva, leptospirose, esporotricose e toxoplasmose, entre outras) não podem ser simplesmente enterrados – e devem ser cremados para que seja excluído o risco de propagação da doença.

Matéria validada pelo Dr. Fábio Toyota (CRMV – SP 10.687), Médico Veterinário formado pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia – Unesp e responsável pelo setor de Oncologia Médica e Cirúrgica em Hospital Veterinário de São Paulo. Dr. Toyota é integrante da equipe de veterinários do portal CachorroGato.

Deixe uma resposta