0
Shares
Pinterest Google+

Na contramão do cenário brasileiro, que enfrenta aumento de desemprego, diminuição do PIB (Produto Interno Bruto) e inflação elevada, o mercado pet demonstra crescimento superior a 10% em 2016.
O mercado pet no país, que é o segundo maior do mundo (ficando apenas atrás dos Estados Unidos), deve seguir crescendo nos próximos meses. A resposta para esse cenário é o amor, cada vez maior, do brasileiro pelo seu melhor amigo.

“É comum ouvirmos que as pessoas estão cortando os gastos supérfluos e diminuindo os consumos fixos por causa da crise que o Brasil vem enfrentando. Mas quando se trata da qualidade de vida do animal, a situação é diferente. Tem muita gente deixando, por exemplo, de fazer coisas como ir ao cinema, ou mesmo trocando marcas de produtos para investir esse dinheiro nos gastos do pet”, afirma Rafael Zucco, Analista Sênior em SEO e Mídias Sociais na Empresa Encontros Pet.

Como resultado desse comportamento, percebe-se o aumento de mercado específico para esse público. Uma facilidade é que, por vezes, para iniciar nesse negócio não há necessidade de um grande investimento financeiro.

Um exemplo é a plataforma Encontros Pet, criada em 2016, sendo uma multisserviços que permite que o usuário encontre ou mesmo cadastre serviços desde pet shops a clínicas veterinárias 24 horas perto da sua casa, além de específicos como adestramento, Dog Walker e Pet Sitter.

“A crise é um grande momento para bons serviços serem descobertos e pequenas empresas crescerem. Com o aumento do desemprego, as pessoas, mesmo aquelas que nunca pensaram em trabalhar nesse ramo, têm investido seu tempo em serviços diretamente ligados ao mundo pet, como o Dog walker, por exemplo. Como o investimento é bastante pequeno, basta ter um bom veículo de divulgação do serviço presto e uma boa avaliação dos clientes. Tem sido elevado o número de pessoas se cadastrando no Encontros Pet para oferecer essas atividades.”

Como a plataforma dá a possibilidade de encontrar os serviços próximos de casa, além de inserir avaliações sobre cada prestador, o resultado tem sido positivo mesmo para aqueles que estão em busca apenas uma renda extra, além do trabalho fixo.

“Como a qualidade de vida do animal tem sua importância cada dia mais elevada entre as famílias, esse serviços tem tido uma procura cada dia maior. Quem trabalha e não tem tempo de passear diariamente com os animais, percebe nesse profissional uma excelente saída. Temos certeza que a procura só deve crescer para os próximos anos, quando a situação brasileira melhorar e outros setores voltarem a progredir. Temos certeza que nossos clientes, que estão realizando seu cadastro como prestadores de serviço na Encontros Pet agora, terão um excelente retorno em médio prazo.”

Zucco explica que boa parte desse resultado positivo será por meio de outra ferramenta dentro da própria plataforma Encontros Pet: a possibilidade de realizar uma avaliação. Cada usuário, ao contratar um dog walker, pet sitter ou mesmo um serviço de pet shop, pode retornar ao perfil do prestador e deixar um comentário. “É uma forma excelente para quem está iniciando, ou mesmo que já está no mercado há bastante tempo, demonstrar a sua credibilidade dentro do setor. Acreditamos que isso irá ajudar muita gente a divulgar ainda mais o seu negócio”.

Anterior

Vacinação é a melhor forma de prevenir a hepatite em cães

Próxima

O perigo escondido no jardim