0
Shares
Pinterest Google+

Daniel Nepomuceno, do , e especialistas dão dicas de bem-estar para cães

O bem-estar dos animais de estimação virou uma da atual de seus donos. Atualmente, a preocupação com os cãezinhos tem sido habitual, motivada pela correria doméstica e profissional do dia-a-dia. Não faltam opções para deixar os bichinhos de bem com a vida. A , agora, são as massagens, corrida ou caminhada semanal e, a principal novidade: os banhos de . Sim, banhos de !

Maior empresa de pet shop online da América Latina, o Meu Amigo Pet inovou em sua linha de produtos e trouxe algo que, até algum tempo atrás, sequer passava pela imaginação de quem gosta e cuida de cachorros.

“É algo novo, que tem tido um apelo muito grande de nossos clientes. As pessoas ligam e procuram nossas lojas físicas para saber como funciona o banho de ofurô para os cachorros. A estrutura é menor, claro, mas idêntica a utilizada por seres humanos”, conta o CEO da empresa, Daniel Nepomuceno. “Ficou provado que os cães ficam mais calmos, atenciosos e comportados com seus donos”, disse.

O banho de ofurô é apenas um dos segredos para manter o dos cachorros. As massagens também estão entre as dicas que ajudam os cães a ter uma vida mais saudável e alegre. “Esse contato com o cão ativa a circulação de serotonina, que reforça as defesas do organismo. Independente da idade do cão, a massagem vai ajudá-lo a conhecer melhor e investigar o corpo do seu cachorro, além de criar uma maior relação de afeto”, explica Alexandre Rossi, o ‘Doutor Pet’, que é criador de animais, zootecnista e apresentador de TV.

alexandre-rossi-meu-amigo-pet

Para deixar o seu cãozinho relaxado, comece apalpando as patas, orelhinha, cabeça, rabinho, depois sinta a pele, os ossos e os dentes. Com a frequência, os donos vão aprender a identificar os pontos que o seu cachorro gosta de receber massagem e se em algum local ele está mais sensível ou com alguma alteração na pele.

Outro recurso importante para melhorar o humor, a ansiedade e a longevidade do seu amigo de quatro patas são as corridas. Afinal, se o cão é o melhor companheiro do homem, por que não ter essa companhia também na hora dos exercícios?

“Os especialistas afirmam que só faz bem. Claro, é fundamental consultar um veterinário para saber a situação física do bichinho. Também é necessário alimentá-lo e hidratá-lo bem antes da corrida ou caminhada, além de fazer um aquecimento de 4 a 6 minutos. Se tudo isso for seguido à risca, os veterinários indicam que o treino pode durar até 30 minutos”, esclarece Daniel Nepomuceno, sem deixar de citar um fator básico e fundamental na vida de qualquer cão: os brinquedos e a ração.

“Uma boa alimentação através de uma ração apropriada e brinquedos que ajudem a mexer com o desejo dos cachorros colaboram para eles se manterem mais alegres e estimulados”, completa o CEO do Meu Amigo Pet.

Tatiane Ichitani, psicóloga, adestradora e consultora comportamental canina da empresa Cão Cidadão, afirma que os brinquedos são de extrema importância aos animais de estimação, principalmente para evitar problemas comportamentais.

“Ter brinquedos como uma forma de enriquecimento ambiental é um jeito de amenizar o tédio e criar atividades durante o dia para o animal. Um cão sem brinquedo com certeza vai desenvolver problemas comportamentais. Podem começar a destruir objetos e até se auto-mutilarem. Outros podem começar a desenvolver problemas de compulsão e agressividade porque ficam com muita energia acumulada”.

Anterior

Como proteger os cães das principais doenças no inverno

Próxima

Adotou um cachorrinho? Veterinária ensina a cuidar de filhote