0
Shares
Pinterest Google+

Especialista do de Hospitais Veterinários explica o som que os felinos emitem em diversas situações

Os emitem um som que muitas vezes assusta os que não têm familiaridade com eles. Mas que som é este? O é um ruído de timbre grave e contínuo que os domésticos emitem com a boca fechada, o famoso “motorzinho”. É um processo parcialmente compreendido, mas não há conhecimento exato sobre o motivo e como os ronronam.

“É muito comum observarmos gatos quando estão calmos, demonstrando prazer ou satisfação e consideramos como um tipo de comunicação entre gatos e também com humanos”, afirma Laurence Von Galen, médico veterinário e especialista em medicina de felinos do Grupo Pet Care de Hospitais Veterinários.

O ronronar está presente na vida dos felinos desde a , quando as fêmeas emitem o som durante o parto e os filhotes começam no segundo dia de vida, incluindo a hora da amamentação, quando um faz em resposta ao outro.

O veterinário explica que os gatos também ronronam quando estão com dor e até antes de morrerem. Estudos recentes também defendem que o ronronar libera endorfinas, causando sensação de bem-estar, o que pode explicar tal som em situações desagradáveis.

“Acredita-se que o ronronar é produzido pela de músculos da laringe. A contração e relaxamento destes músculos formam o som pela movimentação das cordas vocais, com impulsos rítmicos de até 25 movimentos por segundo”, explica Dr. Laurence.

Outra curiosidade sobre o ronronar está ligada a outras espécies de felinos, como o lince e a jaguatirica, que também ronronam. “Já os felinos que rugem – leão, tigre, jaguar e leopardo – apresentam uma diferença anatômica na região da laringe e não conseguem ronronar”, finaliza o veterinário.

Medicina Veterinária especializada
Fundado em 1990, o Grupo Pet Care de Hospitais Veterinários é referência nacional em saúde animal, com excelência em especialidades, pronto atendimento 24 horas e diagnóstico veterinário. Com três unidades em São Paulo – nos bairros do Morumbi, Pacaembu e Ibirapuera – oferece a mais completa estrutura de atendimento, com instalações nos padrões de hospitais humanos, equipamentos de alta tecnologia e uma equipe capitaneada por profissionais de inquestionável formação técnica – movida pela paixão aos animais de estimação.

Anterior

PremieR pet dá dicas para evitar bolas de pelos no sistema digestivo dos gatos

Próxima

Pet Shop investe mais de R$ 20 mil em produtos esportivos para cães e gatos